100 anos de História

De agosto de 2013 a agosto de 2014, o Bairro do Cascalho será palco de grandes celebrações e momentos marcantes da vida de seus moradores e todos os amigos e amigas que desejarem partilhar estas datas.


24/07/2014

Paróquia de Cascalho realiza abertura das festividades do Centenário

A Paróquia Nossa Senhora da Assunção, do Bairro Cascalho, em Cordeirópolis, realizou a abertura oficial das festividades do Centenário da paróquia e da chegada da imagem. O evento teve início na Praça Padre Luiz Stefanello com hasteamento das bandeiras de Cordeirópolis, do Brasil, do Estado de São Paulo e da Itália, tendo em vista que o bairro é formado em sua maioria por imigrantes italianos. Na oportunidade, também houve a execução dos hinos nacional e municipal. Compuseram o pavilhão de hasteamento as seguintes autoridades: presidente da Associação Trevisani nel Mondo Paulo Adalberto Peruchi, deputados Aldo Demarchi e David Zaia e o prefeito Amarildo Zorzo. O cerimonial ficou a cargo de Jordana Celoti Peruchi.

Após a abertura oficial do evento, autoridades e o público se dirigiram até a Igreja Nossa Senhora Assunção onde foi celebrada missa solene pelo padre Luiz Claudemir Botteon, em homenagem às famílias com a participação do do padre cordeiropolense Márcio Luiz Fernandes e do padre Micael de Morais, que também  é natural de Cordeirópolis, que atua no Seminário de Parelheiros na capital paulista. Durante a homilia padre Botteon lembrou da importância da data e destacou três grandes acontecimentos: 120 anos da chegada das famílias em Cascalho, Centenário da Paróquia de Cascalho e 100 anos da chegada da imagem de Nossa Senhora da Assunção.

Ainda durante a celebração foi destacada a grandeza dessa ocasião onde se comemora, desde agosto do ano passado, o centenário da igreja com a realização de 80 eventos religiosos, culturais e gastronômicos. Padre Botteon também enfatizou que, ao longo dos anos, muitas famílias tiveram a oportunidade de oferecer aos seus filhos formação em outras localidades e hoje muitos voltaram para Cascalho. “Retornar para o bairro é lembrar-se de sua própria história. Cascalho é o porto seguro para a volta às origens por parte das pessoas que retornam ao bairro”. Durante a missa o Padre também apresentou a nova coroa de Nossa Senhora da Assunção.

Após a missa foi servido almoço no salão paroquial ao som da dupla Valentim e Vera Marta, além de apresentação do grupo de dança italiana de Cascalho. Houve ainda visitas ao museu de Cascalho e a Casa Paroquial, passeio de trenzinho pelas ruas do bairro e apresentação de banda em palco montado na Praça Pe. Luiz Stefanello. Cerca de 1,3 mil pessoas prestigiaram o evento.

 

EVENTOS DE AGOSTO

Solenidades:

- Dia 8, missa de abertura da 100ª Festa Da Padroeira de Cascalho

- Dia 15, às 19h30 missa solene do Centenário

- Dia 16, missa às 19h

- Dia 17, missas às 8h, 10h e 12h. Às 16h procissão, missa no campo de futebol e o momento mais importante do encerramento do Ano Centenário: Cerimônia de Coroação da Imagem De Nossa Senhora da Assunção com teatro e queima de fogos.

- Dia 23, às19h, missa sertaneja

- Dia 24, missas às 8h e 10h Caminhada com Maria e Romaria de Cavaleiros

 

Festas:

- Dia 9, quermesse às 20h, com música ao vivo

- Dia 16, quermesse às 20h, com música ao vivo

- Dia 17, quermesse das 10h até às 21h, com pratos típicos de Cascalho e música ao vivo

- Dia 23, quermesse às 20h com a festa country

- Dia  24, quermesse a partir das 10h, com música ao vivo

 

 

Mais informações pelo site: www.cascalho.net ou fone (19) 3546 2440.


21/07/2014

Festa da Padroeira de Cascalho tem início em agosto com grandes atrações no encerramento do ano do Centenário

A Paróquia Nossa Senhora da Assunção localizada no Bairro do Cacalho em Cordeirópolis realizará no período de 9 a 24 de agosto a 100a. Festa de sua Padroeira Nossa Senhora da Assunção. 

 A Festa da Padroeira de Cascalho neste ano tem um significado especial, é o encerramento do Ano Centenário: da criação da Paróquia e da chegada da imagem de Nossa Senhora da Assunção que veio da  Itália.

 Serão várias oportunidades para estarem em Cascalho no mês de agosto e participar das celebrações litúrgicas:

No dia 8 (sábado), haverá missa de abertura da 100a. FESTA DA PADROEIRA DE CASCALHO

Na sexta – feira (15), às 19h30 missa solene do Centenário da Paróquia

No dia 16 (sábado), missa às 19 h.  

Dia 17 (domingo),  missas às 8h, 10h e 12h. Às 16h procissão, missa no campo de futebol e o momento mais importante do encerramento do Ano Centenário – CERIMONIA DE COROAÇÃO DA IMAGEM DE NOSSA SENHORA DA ASSUNÇAO com grande teatro e queima de fogos.

23 (sábado), às19 h. missa sertaneja.

Já no dia 24 (domingo), missas às 8h e 10h. – Caminhada com Maria e Romaria de Cavaleiros

Veja a baixo, as oportunidades de participar das quermesses e saborear os deliciosos pratos típicos de Cascalho durante o mês de agosto:

09, sábado – quermesse as 20 h. com música ao vivo.

16, sábado – quermesse as 20 h. com música ao vivo

17, domingo, quermesse a partir das 10 h. até as 21h, com inúmeros pratos típicos de Cascalho e música ao vivo

23, sábado – quermesse às 20h com a festa country

24, domingo – quermesse a partir das 10h. com música ao vivo.

 Mais informações pelo site: www.cascalho.net ou fone 19 – 3546 2440.

 

Venha conferir o que a Paróquia de Cascalho preparou para o encerramento do Ano Centenário, você se surpreenderá.


09/07/2014

III ENCONTRO DAS FAMÍLIAS DE CASCALHO

A Paróquia de Nossa Senhora da Assunção e a Associação Italiana Trevisani nel Mondo realizarão o III Encontro das Famílias de Cascalho, no dia 20 de julho. As inscrições já podem ser feitas pelo site www.cascalho.net ou na secretaria da paróquia, localizada na Rodovia Constante Peruchi (SP 316), no Bairro do Cascalho em Cordeirópolis.

Este é o último encontro dos grupos de famílias de Cascalho no Ano Centenário da criação da Paróquia de Cascalho. Se você não participou dos anteriores, pode vier neste, mesmo que não seja de famílias de Cascalho, venha conhecer como é um encontro de famílias e sentir a emoção.

As famílias que participarão do 3º encontro são: Betti, Buzzato, Caleffi, Caneo, Chiusi, Fantucci, Martins, Mauchi, Mercuri, Milaré, Ottani, Paiola, Pasqualotto, Peixoto, Pereira dos Santos, Peruchi, Pian, Quinteiro, Ramos, Rinaldi, Rivaben, Rosolen, Sommer, Sonego, Spagnol, Stefanello, Tavoloni, Tomazella, Tonon, Varuzza, Ventura, Villalta, Zanetti e demais famílias visitantes.

As famílias que não puderam participar dos outros encontros ou já estiveram em outros também poderão estar presente neste último encontro.

O encontro acontecerá no dia 20 de julho, com o cadastro das famílias às 10h, às 11h haverá missa, às 12h almoço e depois apresentação do grupo de dança italiana de Cascalho, visita ao museu de Cascalho e passeio de trenzinho pelas ruas do bairro.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (19) 3546-2440.

Fotos crédito: Ailton Barbosa


27/06/2014

Festa Junina em Cascalho

No último sábado, a Paróquia Nossa Senhora da Assunção realizou a tradicional Festa Junina. 

No salão paroquial havia pastel, fogaça, porções de polenta, batata, doces, vinho quente,entre outras comidas típicas. Na Praça Pe. Luis Stefanello foram montadas barracas de lanches e churrasco. para a garotada teve pescaria, cama eléstica, entre outras atrações.

A festa foi animada pela dupla Pato & Bilão e banda e pelos humoristas da TV “Zé Bento e Tocera”. Ainda durante a festa teve apresentação de quadrilha com os alunos da Escola Jorge Fernandes e alunas da Escola de Dança Helga Godoy e um grupo de dançarinos da Paróquia.

A cobertura fotográfica completa pode ser conferida em Coberturas 

 

Fotos: Ailton Barbosa


26/06/2014

III Encontro das Famílias de Cascalho

A Paróquia de Nossa Senhora da Assunção e a Associação Italiana Trevisani nel Mondo realizarão o III Encontro das Famílias de Cascalho, no dia 20 de julho. As inscrições já podem ser feitas pelo site www.cascalho.net ou na secretaria da paróquia.

As famílias que participarão do 3º encontro são: Betti, Buzzato, Caleffi, Caneo, Chiusi, Fantucci, Martins, Mauchi, Mercuri, Milaré, Ottani, Paiola, Pasqualotto, Peixoto, Pereira dos Santos, Peruchi, Pian, Quinteiro, Ramos, Rinaldi, Rivaben, Rosolen, Sommer, Sonego, Spagnol, Stefanello, Tavoloni, Tomazella, Tonon, Varuzza, Ventura, Villalta, Zanetti e demais famílias visitantes.

As famílias que não puderam participar dos outros encontros ou já estiveram em outros também poderão estar presente neste último encontro.

O encontro acontecerá no dia 20 de julho, com o cadastro das famílias às 10h, às 11h haverá missa, às 12h almoço e depois apresentação do grupo de dança italiana de Cascalho, visita ao museu de Cascalho e passeio de trenzinho pelas ruas do bairro.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (19) 3546-2440.


20/06/2014

Cascalho realiza Festa Junina amanhã

 A Paróquia de Cascalho realizará amanhã, a tradicional Festa Junina. Haverá a missa às 19h, e, em seguida, festa no salão paroquial com entrada gratuita. Terá a apresentação de diversas quadrilhas dos alunos da Escola Jorge Fernandes, quadrilha de jovens e adultos da paróquia e apresentação do grupo de danças italianas da Associação Italiana de Cascalho. Serão servidos diversos pratos típicos juninos salgados e doces, boa música, segurança e ambiente familiar.

CORPUS CHRISTI
No feriado de Corpus Christi, a Praça Pe. Luis Stefanello recebeu decoração para a celebração. A comunidade confeccionou o tradicional tapete com cerrragem e tintas. Uma grande equipe de fiéis foi mobilizada durante todo o dia para a produção de diferentes temas  dentre os trabalhos realizados pela comunidade. Em frente à porta central da igreja, por exemplo, foi confecionado um gigantesco tapete com a figura de Nossa Senhora da Assunção e a imagem de um cálice. Já na rampa de acesso para a praça foi criada a imagem da igreja em alusão ao centenário com a expressão “100 anos”. Pelo tapete passou a procissão com o Santíssimo Sacramento, aocmpanhada por um grande grupo de cristãos.

 

Foto Crédito: Ailton Barbosa


16/06/2014

Público prestigia jogo da seleção master em Cascalho

No último dia 01 de junho, domingo, a Paróquia Nossa Senhora da Assunção realizou um jogo entre a Seleção Brasileira Master e Veteranos de Cascalho. O evento faz parte das comemorações do Centenário da Paróquia de Cascalho. Após o jogo foi servida uma feijoada, cuja renda foi em prol da comunidade de Moçambique, na África.

O evento, organizado pela Secretaria Municipal de Esportes, contou com a presença do prefeito Amarildo Zorzo. Antes da realização da partida foram prestadas homenagens aos familiares de Braz Bertanha com a entrega de troféu pelos serviços e dedicação ao esporte, principalmente ao Estádio do Cascalho.

A equipe da Seleção Brasileira Master venceu os Veteranos por 4 a 1. Jogaram pela equipe de Cascalho: Paulo, Serginho, Thércio, Élio Momemeti, Izael, Beto, Cezinha, Robson, Figueira, Van, Zequinha, Bozó, Dito, Milton, Tite, João Jonas e Ilson. Já a Seleção Brasileira Master entrou em campo com os seguintes atletas: Marcos Garça, Rosemiro, Capone, Pereira, Claudinho, Ailton Lira, Ezequiel, Zenon, João Paulo, Macedo, Careca, Edu, Serginho Chulapa, Valdeir e Zé Sérgio. O gol da equipe de Cascalho foi do atacante Figueira. Pela Seleção Master marcaram Careca, João Paulo (2) e Macedo. O  público lotou as arquibancadas no Estádio Municipal João Ronquizeli para prestigiar a partida.
Antes da partida, os jogadores autografaram a camiseta oficial do Centenário como uma forma de eternizar o evento. A camiseta será exposta futuramente na Casa da Cultura de Cascalho, dirigida pela Associação Trevisani nel Mondo, entidade ligada à igreja do bairro.

FEIJOADA
Para feijoada foram vendidas cerca de 500 adesões, entre aqueles que optaram em almoçaram no local e os que preferiram levar para casa. A quantidade vendida superou as expectativas e com a arrecadação revertida para a comunidade de Moçambique os recursos serão aplicados na manutenção dos padres que atuam naquela localidade e, principalmente, a programas sociais desenvolvidos pelos Claretianos.
O evento beneficente contou com a presença do missionário claretiano Janivaldo Alves dos Santos, CMF. Ele é da Paróquia de São Cláver Muiane, em Moçambique, África. Ele está no país desde 2006 como missionário. O padre conta que sua paróquia possui 60 comunidades e a paróquia de Cascalho ajuda com recursos financeiros. O missionário ainda comentou sobre os projetos subsidiados pelos claretianos, como o reforço escolar para as crianças. Na área da saúde, devido ao alto índice de doenças, como cólera e malária, existem monitores da saúde, que percorrem as comunidades de bicicleta para atuar na prevenção das doenças.

PROGRAMAÇÃO
Na próxima quinta-feira, feriado de Corpus Christi, haverá missa às 16h com procissão. No sábado, será celebrada missa às 19h e depois começa a tradicional Festa Junina de Cascalho.

Fotos: Ailton Barbosa


10/06/2014

Paróquia de Cascalho celebra 50 anos da morte do padre Stefanello

A Paróquia Nossa Senhora da Assunção, do Bairro Cascalho, em Cordeirópolis, celebrará no próximo domingo, duas missas (8h e 9h30) em homenagem ao padre Luiz Stefanello pelos 50 anos de seu falecimento.

O padre era italiano, membro da Congregação dos Missionários São Carlos, uma congregação fundada na Itália no final do século XIX para acompanhar os imigrantes italianos na América. Ele chegou a Cascalho em 1911, como pároco, e permaneceu até 1953, quando se mudou para Águas de Santa Barbara, onde foi fazer um tratamento de saúde e ali morreu no dia 16 de junho de 1964.

Padre Stefanello foi o sacerdote que construiu a igreja pedra e a igreja família de Cascalho. Por 40 anos, dedicou sua vida ao atendimento espiritual das pessoas que a ele vinham para pedir saúde e conforto. Ele construiu a atual igreja de Cascalho e trouxe da Itália a imagem de Nossa Senhora da Assunção. Neste ano, celebra-se 100 anos da chegada imagem e da paróquia. A vinda da imagem foi para ser a lembrança visível da terra natal da população de Cascalho, a Itália, por isso ela tem aos pés dois anjos com a bandeira da Itália e dois anjos com a bandeira do Brasil.

A Paróquia de Cascalho recebeu milhares de pessoas que vinham pedir ao padre uma palavra de esperança e a bênção para os males do corpo e do espírito. Ele impregnou nos seus paroquianos o evangelho de Jesus e os ensinamentos da igreja. Preocupou-se com o bem estar espiritual, social e de lazer das pessoas de Cascalho, para tanto criou a banda de música, um grupo de teatro, time de futebol, área de lazer para a família, pois dizia que "era preciso manter as famílias no bairro para que tivesse segurança, conforto e conservassem os princípios cristãos".

Em 2001, a Paróquia de Cascalho conseguiu junto a Paróquia de Águas de Santa Bárbara a autorização para trazer os ossos do braço e da mão direita que estão sepultados no altar do Coração de Jesus e a maior surpresa quando cortaram o mármore do altar e encontrou no lugar um buraco que coube perfeitamente a urna preparada para depositar os ossos.

A comunidade está convidada para participar da homenagem ao padre Luiz Stefanello, apresentando a cruz com que ele abençoava o povo.

 Cascalho realiza Festa Junina

A Paróquia de Cascalho realizará no próximo dia 21, a tradicional Festa Junina. Haverá a missa às 19h, e, em seguida, festa no salão paroquial com entrada gratuita. Terá a apresentação de diversas quadrilhas dos alunos da Escola Jorge Fernandes, quadrilha de jovens e adultos da paróquia e apresentação do grupo de danças italianas da Associação Italiana de Cascalho. Serão servidos diversos pratos típicos juninos salgados e doces, boa música, segurança e ambiente familiar.

 III Encontro das Famílias de Cascalho

A Paróquia de Nossa Senhora da Assunção e a Associação Italiana Trevisani nel Mondo realizarão o III Encontro das Famílias de Cascalho, no dia 20 de julho. As inscrições já podem ser feitas pelo site www.cascalho.net ou na secretaria da paróquia.

As famílias que participarão do 3º encontro são: Betti, Buzzato, Caleffi, Caneo, Chiusi, Fantucci, Martins, Mauchi, Mercuri, Milaré, Ottani, Paiola, Pasqualotto, Peixoto, Pereira dos Santos, Peruchi, Pian, Quinteiro, Ramos, Rinaldi, Rivaben, Rosolen, Sommer, Sonego, Spagnol, Stefanello, Tavoloni, Tomazella, Tonon, Varuzza, Ventura, Villalta, Zanetti e demais famílias visitantes.

As famílias que não puderam participar dos outros encontros ou já estiveram em outros também poderão estar presente neste último encontro.

O encontro acontecerá no dia 20 de julho, com o cadastro das famílias às 10h, às 11h haverá missa, às 12h almoço e depois apresentação do grupo de dança italiana de Cascalho, visita ao museu de Cascalho e passeio de trenzinho pelas ruas do bairro.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (19) 3546-2440.

 Fotos: Ailton Barbosa


03/06/2014

Mais de 500 pessoas participam da inauguração do Caminho do Rosário

O Caminho do Rosário, no Bairro do Cascalho, em Cordeirópolis, foi inaugurado no último sábado e reuniu mais de 500 pessoas, entre adultos e crianças, que acompanharam o percurso de 2,5 Km. A concentração foi na Praça Luis Stefanello, em frente à igreja Nossa Senhora da Assunção, onde foi construído um dos monumentos, do total de 20. O idealizador é o padre Ademir Zanarelli, que transformou os 20 mistérios do terço em projeto artístico, ou seja, as pinturas foram reproduzidas e ilustraram cada capela, que receberam projeto de paisagismo. O padre não pode comparecer na inauguração, mas foi representado por familiares.
O grupo saiu em procissão pelo caminho e dentre os locais, um deles chamou a atenção. Às margens da Rodovia Constant Peruchi (SP-316) foi colocada uma grande cruz, que foi abençoada pelo padre Luiz Claudemir Botteon. Ele lembrou das pessoas que perderam suas vidas no local e disse que o objetivo da cruz é proteger os motoristas, que trafegam pela rodovia. Na capela, em frente a represa de Cascalho, padre Botteon lembrou do período crítico que a cidade passa, com a escassez de água, e disse que o monumento trará esperança de melhorias. No monumento, em frente ao cemitério de Cascalho, os fiéis lembraram daqueles que ajudaram no crescimento do bairro e contribuíram para o desenvolvimento.
Após percorrer o caminho, o grupo participou de missa, celebrada pelo padre Botteon, que contou com a presença do missionário claretiano Janivaldo Alves dos Santos, CMF. Ele é da Paróquia de São Cláver Muiane, em Moçambique, África. Ele está no país desde 2006 como missionário. O padre conta que sua paróquia possui 60 comunidades e a paróquia de Cascalho ajuda com recursos financeiros. Ele ficou impressionado com o Caminho do Rosário e pretende desenvolver algo parecido em sua paróquia. O missionário ainda comentou sobre os projetos subsidiados pelos claretianos, como o reforço escolar para as crianças. Na área da saúde, devido ao alto índice de doenças, como cólera e malária, existem monitores da saúde, que percorrem as comunidades de bicicleta para atuar na prevenção das doenças.
A paróquia de Cascalho realizou no domingo uma feijoada beneficente em prol da comunidade de Moçambique e a arrecadação será direcionada a manutenção de projetos sociais e aos padres.

Ainda durante a missa foi feita a escolha da pessoa que irá coroar Nossa Senhora na edição do evento da coroação este ano. A escolhida foi a jovem Silvana Amorim, 20 anos, que atua como secretária na Associação Trevisani Nel Mondo. A coroação será no doa 17 de agosto e envolverá elenco com mais de 200 pessoas. 

 Confira a cobertura completa em COBERTURAS

Fotos: Ailton Barbosa


27/05/2014

Cascalho recebe no próximo domingo a Seleção Master Brasileira de Futebol

No próximo domingo, dia 1º de junho, às 10h, será realizado um jogo no campo de futebol do Bairro do Cascalho. A disputa será entre a Seleção Brasileira Master de Futebol e Veteranos de Cascalho (Veja foto da equipe dos Veteranos de Cascalho). É uma oportunidade de rever jogadores da seleção brasileira que brilharam em copas anteriores e levaram o futebol do Brasil ao mundo. Este evento marca o centenário da Paróquia de Cascalho que sempre prestigiou e incentivou o futebol no bairro. Após o jogo será servida feijoada no salão paroquial. Os ingressos ou marmitas devem ser reservados até o dia 30 pelo telefone (19) 3546-2440. Esta feijoada será em prol da Missão Claretiana na África, que ajuda educar as crianças de Moçambique.

Jogadores da seleção brasileira

- Marcos Roberto Cardoso (Marcos Garça): Ex-goleiro do Guarani, do Mogi-Mirim,  entre outras equipes do futebol do interior paulista, se tornou técnico de futebol. Em junho de 2004, assinou contrato para dirigir o Primavera, de Indaiatuba, cidade onde mora até hoje. Pouco tempo depois, o ex-arqueiro, que nasceu em janeiro de 1968, desistiu da carreira de treinador e se engajou no ramo de incorporação imobiliária. Como jogador, Marcos Garça não teve muitas oportunidades de se firmar como titular no Bugre de Campinas, onde teve mais destaque. Chegou a ser reserva de Sérgio Nery (vice-campeão brasileiro de 86 e vice-paulista de 88). Garça pendurou as chuteiras em 1999, após uma lesão no joelho. Seu último time foi a Tuna Luso, de Belém do Pará, que disputava a Série B do Brasileirão na ocasião.

- Rosemiro Correia de Souza (Rosemiro): ex-lateral-direito do Remo, Nautico, Palmeiras, Vasco da Gama, Bangu, Colorado (PR), Noroeste, Chapecoense (SC) e Marcílio Dias (SC), hoje é professor em escolinha de futebol no bairro do Rio Bonito, capital paulista, e em 2005 se tornou técnico do time sub-15 do Guarani B. Nascido no dia 22 de fevereiro de 1954, em Belém (PA), Rosemiro começou a carreira no Remo, onde foi tricampeão paraense (1973, 1974 e 1975). Em 75, teve seu passe negociado com o Palmeiras. Jogou depois pelo Vasco de 79 a 82. Depois do Vasco, Rosemiro ainda atuou pelo Bangu (1982 a 1985), Colorado/PR (1985 a 1986), Noroeste (1986 a 1987), Chapecoense (1988) e Marcílio Dias (1988 a 1989). Pela seleção brasileira, atuou como ponta-direita os Pan-Americanos de 75 e a Olimpíada de 76. Vestiu a camisa amarelinha 26 vezes.

- Claudemir Vitor Marques (Vitor): Jogou em grandes clubes do Brasil e até do exterior, como o Real Madrid, em 1993. Mesmo sem ser técnico, mas sempre muito voluntarioso, Vitor, ex-lateral-direito do São Paulo, Corinthians, Cruzeiro e Vasco nos anos 90, foi um dos jogadores que mais títulos conquistaram na história do futebol brasileiro. Atualmente, Vitor trabalha em um projeto social voltado a crianças carentes em Artur Nogueira. Sua melhor fase no futebol foi sob o comando do técnico Telê Santana, no Tricolor. Vitor é o único jogador brasileiro a conquistar quatro títulos da Libertadores: 92 e 93 pelo São Paulo, 97 pelo Cruzeiro e 98 pelo Vasco da Gama. Aposentado, desde meados de 2008, quando jogou a Segunda Divisão paulista pela Inter de Limeira, atualmente é diretor de futebol do Guaçuano, time da sua terra natal que disputa a quarta divisão paulista.

- Carlos Alberto de Oliveira (Capone): nasceu em Campinas, no dia 23 de maio de 1972. O zagueiro se destacou muito novo, devido ao seu surpreendente fôlego. Capone era responsável por encher as bolas da escolinha de futebol Menino Jujuba, e tinha muita habilidade para a tarefa. O treinador do time, Bengala de Sá, resolveu testá-lo como zagueiro e deu certo. O time deixou de tomar 10 gols por jogo e passou a levar apenas 7. Como profissional, passou por diversos clubes, dentre eles o Grêmio. Com péssimo desempenho em campo, Capone focou em outra arte: a flauta. O que era passatempo se tornou profissão e foi pego muitas vezes com a flauta na boca durante os treinamentos e viagens tricolores. Hoje, Capone tem uma fábrica de trompetes e outros instrumentos de sopro em sociedade com o ex-companheiro de Grêmio, Fabio Bilica."

- Ronaldo Rodrigues de Jesus (Ronaldão): ex-quarto-zagueiro do São Paulo, Flamengo, Santos e Ponte Preta, mora em Campinas, trabalhou como dirigente esportivo da Ponte e atualmente é empresário de jogadores. Nascido no dia 10 de junho de 1965, em São Paulo, Ronaldão começou a carreira no Rio Preto, em 85, e logo se transferiu para o São Paulo, onde era um lateral-esquerdo. Como era muito lento, Ronaldão foi colocado na quarta-zaga pelo técnico Cilinho. Ficou sendo reserva do São Paulo até 1991, quando, sob o comando do técnico Telê Santana, tornou-se uma peça fundamental no time, que conquistou o Brasileiro. A boa fase do São Paulo, por três anos seguidos, ajudou Ronaldão a ganhar o respeito dos torcedores. Ronaldão fez fama e ganhou espaço até na Seleção Brasileira. Ele fez parte do elenco de Parreira vencedor da Copa do Mundo de 94 nos Estados Unidos. Depois do São Paulo, Ronaldão atuou no Shimizu-Japão (de 93 a 95), Flamengo (96), Santos (97 a 98), Coritiba (98) e Ponte Preta (98 a 2000).

- Luis Carlos Pereira (Pereira): Conhecido nos anos 80 e 90 pelos chutes certeiros, principalmente em cobranças de faltas, Pereira, ex-zagueiro do Bahia e Guarani, hoje trabalha como auxiliar técnico. Ele foi contratado pelo União Barbaranse, junto com o técnico José Carlos Serrão, em 2005. Depois passou por mais três equipes e hoje é gerente de futebol. Nascido na cidade de Timburi, interior de São Paulo, Pereira começou a carreira de jogador defendendo a equipe de Santo Antonio da Platina. Em 81, transferiu-se para o Ituano, onde ficou até 1982. Defendeu ainda o São Bento de Sorocaba, entre 82 e 84, antes de retornar ao Ituano e se transferiu, em seguida, para o Bahia, clube no qual se destacou e foi tricampeão estadual e ainda fez parte da equipe que conquistou o Campeonato Brasileiro de 1988. Pereira deixou o Bahia para defender o Guarani. No Brinco Ouro, ele teve como companheiros algumas feras, entre elas Djalminha, Amoroso, Luizão e Fábio Augusto.

- Ezequiel Ataliba (Ezequiel): Volante, de origem, o baixinho Ezequiel, que nasceu em Campinas, no dia 19 de maio de 1962, começou a carreira nas categorias de base da Ponte Preta e seguiu para o Ituano anos depois. Depois de um belo Campeonato Paulista pelo Ituano, o volante se transferiu para o Corinthians no segundo semestre de 90, justamente para o Brasileirão. Ele foi funcionário de uma empresa de remédios, onde trabalhou com vendas e entregas de medicamentos em Campinas (SP). Hoje, dá aulas de futebol na escolinha do ex-centroavante Chicão, que atuou com ele nos tempos de Ponte. Além do Brasileiro de 90, ajudou o Corinthians a conquistar o Paulista de 95 e a Copa do Brasil de 95. Encerrou a carreira na Ponte Preta.

- Luís Antônio Corrêa da Costa (Müller): Poucos jogadores conquistaram tantos títulos ao longo de suas carreiras quanto o atacante Müller. De 1984 (ano em que foi promovido ao time principal do São Paulo pelo técnico Cilinho) até hoje, ele ganhou tudo o que um atleta profissional pode conseguir: do Campeonato Paulista à Libertadores e ao Mundial Interclubes, passando, inclusive pela Copa do Mundo. Müller foi um dos três únicos jogadores a conseguir jogar pelos quatro grandes clubes de São Paulo: Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo. Müller surgiu em 1985, ao lado do meia-direita Silas (ambos campeões mundiais de juniores pela Seleção brasileira) e do ponta-esquerda Sídney. Eram os Menudos do Morumbi, uma alusão a um conjunto musical porto-riquenho da época, cujos integrantes eram trocados ao atingir 17 anos.

- Sérgio Bernardino (Serginho Chulapa): considerado o maior artilheiro da história do São Paulo, com 242 gols em 401 jogos (210 vitórias, 113 empates, 78 derrotas), e um dos melhores centroavantes do futebol brasileiro. Aos 12 anos, Serginho começou a jogar em times de várzea da zona norte de São Paulo, como o Cruz da Esperança e o Vasco da Gama. Sua estréia no elenco profissional do São Paulo foi promovida pelo técnico Telê Santana, em um amistoso contra o Bahia, em 6 de junho de 1973. Quatro dias depois, marcou seu primeiro gol como profissional, no empate em 1x1 contra o Corinthians. Naquele mesmo ano, foi emprestado ao Marília, voltando ao São Paulo em 1974. Pelo São Paulo, jogou, entre 1973 e 1982, um total de 401 partidas e marcou 243 gols, tornando-se até hoje o maior artilheiro da história do clube. Nesse período, conquistou o Campeonato Paulista de 1975, 1980 e 1981 e o Campeonato Brasileiro de 1977. Era nome certo para a Copa de 1978, porém perdeu a chance de jogar quando teve que cumprir um ano de suspensão por agredir um bandeirinha. Em 1982, foi convocado para a reserva e acabou se tornando titular na Copa, quando Careca se machucou antes da estreia. No Santos, chegou já experiente, com 29 anos. A partir de 1983, conquistou a artilharia do Campeonato Brasileiro. Fez o gol do título no Campeonato Paulista de 1984 contra o seu maior rival, o Corinthians, por 1 a 0. Ao todo, marcou 104 gols com a camisa do Santos e, junto do ponta-esquerda João Paulo e do atacante Neymar, é um dos dois maiores goleadores da equipe após a Era Pelé.

- Antonio de Oliveira Filho (Careca): começou sua história em Araraquara, sua cidade natal. Da geração de Lavinho, Carlos Henrique, Peligão, entre outros nomes do futebol amador de sua cidade, ganhou respeito por sua qualidade acima da média em fazer gols. O Guarani, de Campinas, em 1978, abriu as portas para o atacante. Foi campeão brasileiro no mesmo ano. Com sua velocidade e sua habilidade de finalização, rapidamente firmou-se como um dos melhores jovens artilheiros do país. Foi contratado pelo São Paulo, em 1983, para substituir Serginho Chulapa. Foi durante a Copa do Mundo de 1986, no México, que Careca realmente se estabeleceu no futebol mundial. Ele terminou o torneio, durante o qual o Brasil foi eliminado pela França nas quartas-de-final, com cinco gols, colocando-o em segundo no ranking da Chuteira de Ouro. Também durante 1986, Careca liderou o São Paulo na conquista do Brasileiro e, com 25 gols, foi artilheiro e eleito o melhor jogador do campeonato. Em 1987, foi contratado pelo italiano Napoli, onde foi companheiro de Maradona. Em 1993, Careca deixou a Itália para jogar pelo Kashiwa Reysol, novo time japonês da J. League, onde ficou quatro anos. Depois se transferiu para o Santos, seu clube do coração, onde jogou apenas nove partidas, no Campeonato Paulista de 1997.3 . Em 1999, foi para o São José de Porto Alegre, onde disputou algumas partidas no Campeonato Gaúcho"

- Natanael dos Santos Macedo (Macedo): destacou no São Paulo, tendo inclusive sido campeão do Mundial Interclubes. Hoje, ele defende o União Mogi, clube da Série A-3 do Campeonato Paulista. Passou por vários clubes e, quando despontou no São Paulo, no início dos anos 90, virou uma espécie de talismã do grande time formado por Telê Santana.

- Ailton Lira da Silva (Ailton Lira): meia do Santos, de 1976 a 1979, morou em Passos (MG), onde foi técnico do Passos Futebol Clube, equipe fundada em 1996. Atualmente mora em Araras (SP). Já trabalhou no futebol do interior paulista, comandando o time de juniores do Rio Claro FC. Em Poços de Caldas (MG), foi técnico das categorias de base da Caldense. Nascido no dia 19 de fevereiro de 1951, em Araras, Lira fez parte do time santista campeão paulista em 1978, na época dos "Meninos da Vila". Além do Peixe, Ailton Lira jogou na Ponte Preta, na Caldense (MG), no São Paulo, no Al Nassr (Arábia Saudita), Guarani, União São João (SP), Comercial (SP), Portuguesa Santista (SP), Itumbiara (GO) e Guará (DF). Em sua passagem pelo Tricolor do Morumbi, em 1980, atuou em 29 partidas (12 vitórias, 13 empates, 4 derrotas), marcou nove gols e conquistou o título paulista daquele ano.

- Jonas Eduardo Amércio (Edu): Era um jogador de extrema habilidade e chutes precisos. Destacou-se no Santos Futebol Clube fazendo sua primeira partida com apenas 15 anos. Em 1966, com 16 anos, foi convocado para a Seleção Brasileira para disputar a Copa. Até hoje, é o jogador mais jovem a ser convocado para uma Copa do Mundo. Segundo ele conta, o motivo dessa convocação foi seu desempenho brilhante em apenas dois jogos - contra o Bangu (fez 2 gols) e Palmeiras. Voltou a ser convocado em 1970 com o grupo que trouxe a Taça Jules Rimet. Em 1974, esteve presente novamente na seleção que terminou em quarto lugar. Jogou no Santos até 1976. Em 1977, jogou pelo Corinthians e disputou o Campeonato Paulista, onde foi campeão. Após encerrar a carreira profissional, fez sucesso como um dos atletas da Seleção Brasileira de futebol categoria master.

- Sérgio Donizeti Luiz (João Paulo): ex-ponta esquerda do Guarani nos anos 80, assinou contrato, em 2005, com o Independente de Limeira, equipe que disputa a Série A-3 do Paulistão. O habilidoso João Paulo nasceu em Campinas, no dia 9 de julho de 1964, e começou a carreira nas categorias de base do Guarani no começo dos anos 80. João Paulo deixou o Guarani em 1988, ano em que o time novamente quase chegou próximo de um título. Depois do Guarani, defendeu o Bari, da Itália, entre 88 e 93, sendo considerado, em 90, o melhor jogador estrangeiro. Uma fratura na perna, ainda nos tempos de Bari, prejudicou bastante a carreira do jogador, que retornou ao Brasil em 93 para defender o Vasco da Gama. Também jogou no Goiás, Corinthians, Ponte Preta, Paulista de Jundiaí, Bahia, União São João, entre outras equipes. E sempre mostrou muita habilidade, mesmo sendo um veterano. Em 2009, jogou pelo time corintiano no Showboll.

- Marcelo Pereira Moreira (Pavão ): lateral-direito reserva do São Paulo no início dos anos 90. Hoje mora em São Paulo e trabalha em uma revendedora de automóveis. O dono da loja é o lateral André Luiz, jogador revelado pelo São Paulo. Pavãozinho é seu braço direito no negócio. Pavão jogou no tricolor do Morumbi em 1991 e de 1993 a 1996, conseguindo os títulos do Paulistão de 1991 e da Recopa e Copa Conmebol de 1994. Em 1994, Pavãozinho fez um excelente campeonato brasileiro, recebendo a Bola de Prata da Placar, como o melhor lateral da competição. Muitos apostavam em uma disputa com Cafu para a vaga deixada por Jorginho na lateral-direita da Seleção Brasileira. Mas Pavão, no decorrer dos anos, caiu de produção e começou a perambular por times de menor expressão, do Brasil e do exterior. Em 1997, jogou no Atlético Paranaense, no Rio Branco (SP), Mogi-Mirim (SP) e no Atlético de Goiás. Em 1998, foi para o exterior, onde defendeu o Áustria Lustenau, da Áustria. Seu último clube foi o Treze de Campina Grande, na Paraíba.

 

- Zenon de Souza Farias (Zenon): atuava como meio-campista armador, posição na qual se destacou pela precisão de seus lançamentos e cobranças de faltas. Zenon iniciou sua carreira profissional no Hercílio Luz Futebol Clube de sua Cidade Natal. Depois, atuou em clubes como o Avaí, Guarani (foi um dos principais destaques do time que se consagrou campeão brasileiro de 1978), Corinthians (participou do famoso time da Democracia Corintiana, bicampeão paulista em 1982 e 1983), Atlético Mineiro e Portuguesa de Desportos. Foi convocado pela primeira vez para a Seleção Brasileira em 1978, quando ainda atuava pelo Guarani. Porém, teve poucas chances com a "amarelinha": jogou pela Seleção em 6 partidas (três vitórias, um empate e duas derrotas). Teve ainda passagens pelo futebol da Arábia Saudita, onde vestiu a camisa do Al Ahli. Atualmente Zenon reside na cidade de Campinas, trabalha como comentarista esportivo na TV Século 21, promove e atua em amistosos da Seleção Brasileira Masters e do Corinthians Masters.


26/05/2014

Cascalho: 2º Encontro das Famílias reúne mais de 1,3 mil pessoas

A Paróquia Nossa Senhora da Assunção, do bairro Cascalho, em Cordeirópolis, realizou o 2º Encontro das Famílias, no último domingo (25). O evento faz parte das comemorações do centenário da paróquia e reuniu as famílias: Bertanha, Betim, Botechia, Botteon, Calderaro, Campo Dall’Orto, Cardoso, De Lucca, De Quintal, Della Coletta, Feola, Ferreira, Fiorio, Furlan, Gava, Gomes da Silva, Granzotto, Juste, Killer, Marchesin, Mascarin, Minatel, Ortolan, Osello, Picolini, Pinto, Ragazzo, Rodrigues, Spinelli, Trevisan, Zaia, Zaros e Zulian. Mais de 1,3 mil pessoas participaram do evento, que foi aberto ao público e não só as famílias participantes.

A solenidade de abertura, realizada na Praça Padre Luiz Stefanello, contou com a presença de autoridades, no hasteamento das bandeiras do Brasil e Itália e canto dos hinos nacionais. A praça recebeu decoração especial e foi servido ao ar livre chá e café em um fogão cenográfico. Uma grande árvore foi decoração com placas com nomes das famílias. Durante a solenidade, o prefeito Amarildo Zorzo destacou o trabalho das pessoas, que construíram esta bonita história, especialmente as famílias envolvidas no evento. Elogiou também o trabalho desenvolvido pelo padre Botteon na paróquia.

A seguir, foi celebrada missa pelo padre Luiz Claudemir Botteon com participação do padre Arquimedes, de Pederneiras, e o diácono permanente, Messias Ferreira. Arquimedes disse que sua mãe nasceu em Cascalho e ele viveu parte da infância no bairro. Padre Arquimedes ainda destacou a importância do papel da família e disse que os jovens devem ter sabedoria no namoro para que tenha um casamento duradouro. “A igreja não pode esquecer-se das famílias acrescentadas por novas uniões. Não podemos desprezar, pois o que deve prevalecer é o amor”, afirmou o padre. 

A igreja recebeu decoração especial, com flores e arranjos, e caixas de ovos com o símbolo do centenário. Padre Botteon disse que os ovos eram vendidos pelos moradores do bairro no passado para trazer oferenda para igreja. “Que todos possam renovar o sentido da família”. Ele ainda citou uma frase do padre Stefanello, que está em uma placa: “Viajante, pare e reze a Maria”. Também durante a missa, representantes das famílias entraram com placas com o nome, além de cestas com produtos cultivados no próprio bairro, dentre eles: flores, cereais e frutas. Cada fiel pode oferecer uma rosa à Nossa Senhora da Assunção no altar.

Depois da celebração, foi servido almoço, no salão paroquial, ao som dos músicos Valentim e Vera Marta. A seguir quem animou a festa foi o grupo de dança de Cascalho. A apresentação arrancou elogios do público, que em diversos momentos aplaudiu o grupo, que é formado por casais que atuam na igreja. Ainda durante o evento o público pode visitar a Casa Paroquial, onde estão os pertences do padre Stefanello, e o prédio do museu, onde puderam conhecer objetos e documentos da imigração italiana, especialmente das famílias homenageadas, além de passeio de trenzinho pelo bairro.

O 3º encontro será no dia 20 de julho com as seguintes famílias: Betti, Buzzato, Caleffi, Caneo, Chiusi, Fantucci, Martins, Mauchi, Mercuri, Milaré, Ottani, Paiola, Pasqualotto, Peixoto, Pereira dos Santos, Peruchi, Pian, Quinteiro, Ramos, Rinaldi, Rivaben, Rosolen, Sommer, Sonego, Spagnol, Stefanello, Tavoloni, Tomazella, Tonon, Varuzza, Ventura, Villalta, Zanetti e demais famílias visitantes.

PRÓXIMO EVENTO

No sábado, dia 31, haverá a inauguração do Caminho do Rosário, às 18h. Foram construídas 20 capelas distribuídas pelo bairro, onde os fiéis podem percorrer este caminho e renovar a fé. O encerramento será com missa na Paróquia Nossa Senhora da Assunção, celebrada pelo padre Botteon.

A paróquia ainda realizará uma feijoada, no próximo domingo, dia 1º de junho, a partir das 12h, no salão paroquial. O evento será em prol dos claretianos de Moçambique. Convites antecipados custam R$ 20 para almoçar no local, ou R$ 25 para levar e estão à venda na secretaria da paróquia. Informações: (19) 3546-2440. 


20/05/2014

Cascalho realiza segundo encontro das famílias neste domingo

A Paróquia Nossa Senhora da Assunção, do bairro Cascalho, em Cordeirópolis, realizará o 2º Encontro das Famílias, no próximo domingo, dia 25. O evento faz parte das comemorações do centenário e irá reunir as seguintes famílias: Bertanha, Betim, Botechia, Botteon, Calderaro, Campo Dall’Orto, Cardoso, De Lucca, De Quintal, Della Coletta, Feola, Ferreira, Fiorio, Furlan, Gava, Gomes da Silva, Granzotto, Juste, Killer, Marchesin, Mascarin, Minatel, Ortolan, Osello, Picolini, Pinto, Ragazzo, Rodrigues, Spinelli, Trevisan, Zaia, Zaros e Zulian.
A programação do dia iniciará às 10h, com o credenciamento das famílias e hasteamento das bandeiras do Brasil e da Itália e canto dos hinos nacionais na Praça Padre Luiz Stefanello. Às 11h, missa das famílias, às 12h, almoço com música ao vivo no salão Paroquial e às 13h30, apresentação do grupo de dança folclórica de Cascalho. Depois visita ao Museu de Cascalho com exposição das famílias participantes do Segundo Encontro, passeio de trenzinho pelo bairro e visita a Casa Paroquial, além de apresentação musical na parte da tarde em um palco que será montado na praça.  

As pessoas que não fazem parte deste grupo e queiram participar, estão convidadas, pois o almoço é livre. As reservas de ingressos e mais informações sobre o Segundo Encontro das Famílias podem ser feitas pelo telefone (19) 3546-2440.


06/05/2014

Cascalho realiza segundo encontro das famílias

No próximo dia 25, a Paróquia Nossa Senhora da Assunção, do bairro Cascalho, em Cordeirópolis, realizará o 2º Encontro das Famílias.
O evento faz parte das comemorações do centenário e irá reunir as seguintes famílias: Bertanha, Betim, Botechia, Botteon, Calderaro, Campo Dall’Orto, Cardoso, De Lucca, De Quintal, Della Coletta, Feola, Ferreira, Fiorio, Furlan, Gava, Gomes da Silva, Granzotto, Juste, Killer, Marchesin, Mascarin, Minatel, Ortolan, Osello, Picolini, Pinto, Ragazzo, Rodrigues, Spinelli, Trevisan, Zaia, Zaros e Zulian.
O início do evento está previsto para as 10h, com o credenciamento das famílias e hasteamento das bandeiras do Brasil e da Itália e canto dos hinos nacionais na Praça Padre. Luiz Stefanello. Às 11h, missa das famílias, às 12h, almoço com música ao vivo no salão Paroquial e às 13h30, apresentação do grupo de dança folclórica de Cascalho. Depois visita ao Museu de Cascalho com exposição das famílias participantes do Segundo Encontro, passeio de trenzinho pelo bairro e visita a Casa Paroquial, além de apresentação musical na parte da tarde em um palco que será montado na praça. 
As pessoas que não fazem parte deste grupo e queiram participar, estão convidadas, pois o almoço é livre. As reservas de ingressos e mais informações sobre o Segundo Encontro das Famílias podem ser feitas pelo telefone (19) 3546-2440.

FUTEBOL
No dia 1º de junho, haverá jogo do futebol master da seleção brasileira com o Cascalho Futebol Clube, às 10h, no Estádio Municipal João Ronquizeli, em Cascalho. Após o jogo, haverá feijoada no salão paroquial. Os ingressos já estão à venda.


01/05/2014

Paróquia de Nossa Senhora da Assunção irá realizar o Segundo Encontro das Famílias

Dando seqüência as comemorações do Centenário da Paróquia de Cascalho e da Chegada da Imagem de Nossa Senhora da Assunção no bairro acontece no domingo, dia 25 de maio, o segundo Encontro das Famílias, cujo evento irá reunir membros das seguintes famílias: Bertanha, Betim, Botechia, Botteon, Calderaro, Campo Dall’Orto, Cardoso, De Lucca, De Quintal, Della Coletta, Feola, Ferreira, Fiorio, Furlan, Gava, Gomes da Silva, Granzotto, Juste, Killer, Marchesin, Mascarin, Minatel, Ortolan, Osello, Picolini, Pinto, Ragazzo, Rodrigues, Spinelli, Trevisan, Zaia, Zaros e Zulian.

O início do evento está previsto para as 10h, com o credenciamento das famílias e hasteamento das bandeiras do Brasil e da Itália e canto dos hinos nacionais na Praça Padre. Luiz Stefanello. Às 11h, missa das famílias, às 12h, almoço com música ao vivo no salão Paroquial e às 13h30, apresentação do grupo de dança folclórica de Cascalho. Depois visita ao Museu de Cascalho com exposição das famílias participantes do Segundo Encontro, passeio de trenzinho pelo bairro e visita a Casa Paroquial, além de apresentação musical na parte da tarde em um palco que será montado na praça.  Os membros das famílias podem convidar seus parentes para este encontro. Será a oportunidade das famílias se reencontrarem e viverem momentos de confraternização e também contarem para as gerações novas a história de suas famílias.

As pessoas que não fazem parte deste grupo e queiram participar, estão convidadas, pois o almoço é livre. As reservas de ingressos e mais informações sobre o Segundo Encontro das Famílias podem ser feitas pelo telefone (19) 3546-2440.


29/04/2014

Noite de prêmios de Cascalho atrai grande público

A Paróquia de Cascalho realizou no último dia 26, a Noite de Prêmios. O evento, realizado no salão paroquial, recebeu cerca de 800 pessoas, que foram prestigiar a ação em prol da cerimônia de coroação de Nossa Senhora da Assunção.

O valor total dos prêmios atingiu R$ 2 mil em dinheiro, além  de outros brindes, tais como bicicleta, tanquinho de lavar roupas, fogão, aparelhos eletrônicos, eletro domésticos, utensílios para o lar, entre outros.

O evento acontece anualmente com objetivo de arrecadar recursos para cobrir os gastos com as flores do andor de Nossa Senhora, cerimônia de coroação, além de roupas e adereços.

Foto do altar na missa de coroação em agosto/2013. Crédito da foto: Ailton Barbosa


INFORMAÇÕES

Horário de Atendimento: de segunda-feira a sábado, das 14h às 17h, e domingo, das 8h as 12h.

VENHA CELEBRAR CONOSCO ESTA GRANDE DATA